PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Comitê de Blitze encerra festa clandestina com show de Matheus e Kauan

Foto: Divulgação
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

Mais de 500 pessoas se aglomeravam no evento irregular, que cobrou R$ 1,6 mil por ingresso

A Força-tarefa do Comitê de Blitze interrompeu na madrugada deste domingo (11) uma festa clandestina nos Jardins, bairro nobre da capital paulista, realizada em um escritório de advocacia com cerca de 500 pessoas aglomeradas e descumprimento às medidas sanitárias de prevenção ao coronavírus. No local, uma socialite comemorava seu aniversário com show da dupla sertaneja Matheus e Kauan. Na abordagem, as equipes encontraram drogas no local.


A Vigilância Sanitária recebeu mais de cem denúncias da festa realizada neste escritório, que frequentemente promovia eventos clandestinos com artistas famosos e garantia aos convidados que o local não seria fiscalizado pela Polícia. Pelo ingresso, foi cobrado até R$ 1,6 mil.

“Um local que tinha que dar exemplo de não fazer festa infelizmente promove um evento desse tipo com quase 500 pessoas sem máscaras. Temos que ter consciência do que está acontecendo em São Paulo e no Brasil inteiro. Isso é um mau exemplo”, afirmou o Delegado Osvaldo Nico Gonçalves, Diretor do Dope (Departamento de Operações Policiais Estratégicas).

Na zona sul da capital, no bairro de Americanópolis, outra balada clandestina foi encerrada com cerca de 400 pessoas aglomeradas, consumindo bebida alcoólica e, em sua maioria, não usavam máscara de proteção facial.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM