PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

CEO do Carrefour pede desculpas na TV e promete combater racismo estrutural

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Foto: Reprodução

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

Presidente do grupo no Brasil disse que a morte de João Alberto foi uma tragédia

Em comunicado veiculado na TV aberta neste domingo (22), no intervalo do Fantástico, da TV Globo, o presidente do Grupo Carrefour Brasil, Noel Prioux, lamentou a morte de João Alberto Silveira Freitas, 40 anos, e pediu desculpas. O vídeo foi publicado na página oficial do Grupo, no YouTube, e começou a ser divulgado no sábado (21).

Beto, um homem negro, foi espancado ate a morte por dois seguranças brancos do Carrefour na noite de quinta-feira (19), véspera do ferido da Consciência Negra. O crime ocorreu no bairro Passo D’Areia, em Porto Alegre. Os dois seguranças foram presos em flagrante por homicídio triplamente qualificado. 

“O que aconteceu na loja do Carrefour foi uma tragédia de dimensões incalculáveis cuja extensão está além da minha compreensão como homem branco e privilegiado que sou. Então, antes de tudo, meus sentimentos à família de João Alberto e meu pedido de desculpas aos nosso clientes, à sociedade e aos nossos colaboradores”, disse o presidente do grupo. 

Em seguida, é a vez do vice-presidente de Recursos Humanos do Carrefour Brasil, João Senise, se pronunciar. Ele afirmou que mais da metade dos funcionários são negros e que o grupo precisa de ações que sejam efetivas para promover a diversidade. 

“O que aconteceu em nossa loja não representa quem somos e nem os nossos valores; 57% dos nossos colaboradores são negras e negros. E mais de um terço dos gestores se autodeclaram pretos ou pardos.”

O CEO Prioux finalizou o vídeo afirmando que “assumindo o compromisso de ajudar a combater o racismo estrutural e afirmou que “a morte de João Alberto não pode passar em vão” e que nos próximos dias o Grupo deve comunicar quais iniciativas serão realizadas. 

Veja o vídeo na íntegra

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

PUBLICIDADE