fbpx
Previous slide
Next slide
Previous slide
Next slide

CEI da Covid na Câmara não encontra irregularidades nos gastos da Prefeitura

CPI da Covid na Câmara de Guarulhos
Foto: Bruno Netto
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Relatório deverá ser votado no plenário do Legislativo

Durante a 5ª reunião da CEI da Covid, realizada na terça-feira (28), foi apresentado o relatório final da Comissão Especial de Inquérito instaurada na Câmara Municipal com o objetivo de averiguar eventuais irregularidades nas compras destinadas ao enfrentamento da pandemia de coronavírus, bem como para averiguar o número de vacinas que foram destinadas ao município de Guarulhos, os grupos de risco que foram atendidos e a estimativa para a aplicação das vacinas para o total de atendimentos aos munícipes.

O documento, elaborado pelo vereador Geleia Protetor (PSDB), foi aprovado com oito votos favoráveis e dois contrários. A conclusão do relatório traz a seguinte redação: “Diante do exposto, a Comissão conclui que as investigações não encontraram ilegalidades relativamente às aquisições destinadas ao enfretamento da pandemia de coronavírus e tampouco irregularidades quanto à destinação das vacinas contra a covid-19.”

O presidente da CEI, Welliton Bezerra (PRTB), reconheceu que o relatório foi inconclusivo.

“Infelizmente, nós tivemos muitos problemas aqui na Casa, já que foram muitos dias sem sessão e não foi possível dar o andamento correto como nós imaginávamos para essa Comissão de Inquérito. A CEI também passou pelo período de recesso parlamentar e tivemos pouco tempo, mesmo assim foi solicitada a prorrogação de prazo”, disse o vereador.

Prof. Rômulo Ornelas (PT) criticou o conteúdo do documento apresentado durante a reunião.

“Essa CEI é para fechar as investigações para atender interesses do Governo, que teve gastos irresponsáveis no período da Covid, principalmente aquele galpão que fizeram no Cecap, além das emendas parlamentares e das máscaras superfaturadas”, dissecomentou.

O documento, aprovado pela Comissão, será submetido a votação em plenário.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM