fbpx
PUBLICIDADE

Câmara pode proibir venda de cães e gatos em Guarulhos

Foto: Cecília Bastos/USP Imagens
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Projeto foi proposto pelo vereador Geleia Protetor

A Câmara Municipal deve votar neste ano um projeto de lei, do vereador Geleia Protetor (PSDB), que define a proibição da venda e permuta de cachorros e gatos em Guarulhos. Apresentado em 23 de abril, o texto altera o Código de Proteção e Bem-Estar Animal e foi publicado no Diário Oficial do Município desta sexta-feira (7).

Caso o projeto seja aprovado, as pessoas que forem flagradas comercializando animais domésticos poderiam ser multadas em 50 unidades fiscais de Guarulhos, o que equivale a R$ 178,21. É possível ainda que a punição seja de R$ 35,64 por dia, além de suspensão das atividades comerciais, no caso de um pet shop, por exemplo.

Geleia defende que cães e gatos possam ser, apenas, adquiridos por doação no município. Na justificativa da proposta, ele argumentou que a procriação dos animais comercializados ocorre de forma precária e cruel.

“As matrizes, confinadas, são muitas vezes mal alimentadas e maltratadas. Seus filhotes são tirados antes mesmo do desmame e levados para serem vendidos em pet shops. Após gerar várias crias, em alguns casos, a fêmea é deixada de lado e até eliminada”, afirmou o parlamentar.

Recentemente, Geleia ganhou destaque pela mobilização contra um projeto aprovado pelo vereador Edmilson Souza (Psol), que liberaria o uso de charretes no município. O texto foi vetado por Guti.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM