PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Butantan entrega mais 2,2 milhões de doses de vacina contra a covid-19 ao Brasil

Coronavac
Foto: divulgação/Governo do Estado de SP
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

Já foram entregues 52,212 milhões de vacinas pelo instituto

O Instituto Butantan entregou mais 2,2 milhões de doses da vacina coronavac ao Ministério da Saúde na manhã desta sexta-feira (18). Os imunizantes vão ser utilizados no Programa Nacional de Imunizações (PNI) e serão distribuídos para vacinação de brasileiros em todo o país.

“Agora são 52,2 milhões de doses da vacina entregues para aplicação no braço dos brasileiros. Até 30 de setembro estaremos entregando 100 milhões de doses da vacina do Butantan, da coronavac, para o programa nacional de imunização”, destacou o governador João Doria (PSDB).


Somente esta semana foram enviadas 4,2 milhões de doses, chegando a marca de 52,212 milhões fornecidas ao Ministério da Saúde desde 17 de janeiro, quando o uso emergencial do imunizante foi aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Na semana passada outras 800 mil doses foram liberadas.

As entregas são referentes a produção de 5 milhões de doses processadas a partir dos 3 mil litros de IFA (Ingrediente Farmacêutico Ativo) recebidos no último dia 25 de maio.

O envase da matéria-prima foi iniciado no dia 27/05 e terminou na madrugada do dia 30/05. Outras etapas, como embalagem, rotulagem e controle de qualidade das doses, também foram concluídas.

As vacinas entregues hoje já contemplam o segundo contrato firmado com o Ministério da Saúde, de 54 milhões de vacinas. O primeiro, de 46 milhões, foi cumprido em 12/05. O Butantan trabalha para completar, até setembro, 100 milhões de vacinas disponibilizadas ao Ministério.

Um novo lote de 6 mil litros de IFA deve chegar a São Paulo até o final deste mês, o que permitirá a produção de mais 10 milhões de doses.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM