fbpx
PUBLICIDADE

Brasil caminha para Novo Ensino Superior, indica reitor da UNG

Yuri Neiman, Wellington Alves e Eurico Cruz no GRU em Pauta
Foto: Lupacom
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Em outros países, alunos podem escolher disciplinas que vão cursar

O Novo Ensino Médio, que entrou em vigor no Brasil neste ano, permite que os alunos tenham uma grade curricular comum e possam escolher disciplinas optativas. Para o reitor da UNG, Yuri Neiman, que participa do Conselho Nacional dos Reitores, esse também será o futuro do Ensino Superior.

Neiman participou do GRU em Pauta na última quinta-feira (13). Ele disse que os cursos universitários no Brasil precisam de uma reformulação, principalmente no período noturno, em que há muitos alunos que trabalham durante o dia. Ele defende que os cursos devem ser mais flexíveis.

“No Brasil somos regulados pelo MEC (Ministério da Educação). Nos outros países isso já caiu. Estamos caminhando para uma autorregulação das próprias instituições. Teremos um tronco comum de disciplinas e o aluno poderá escolher outras para complementar a sua formação”, disse.

De acordo com Neiman, a UNG trabalha com um projeto inovador, chamado Ubíqua, para permitir uma formação mais integral, que possa ocorrer em qualquer lugar. “Poder transmutar em outras áreas garante uma formação mais integral”, comentou.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM