fbpx
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Bolsonaro entrega proposta de privatização dos Correios à Câmara

privatização correios
Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Proposta foi protocolada um dia após entrega do projeto de privatização da Eletrobras

O presidente Jair Bolsonaro foi à Câmara de Deputados, na quarta-feira (24), entregar o projeto de lei que trata da privatização dos Correios.

O protocolo do projeto de privatização dos Correios ocorreu um dia depois de Bolsonaro entregar a proposta de privatização da Eletrobras. Com a medida, Bolsonaro tenta dar uma guinada liberal após trocar o comando da Presidência da Petrobras, medida que desagradou o mercado financeiro.

A privatização dos Correios é uma medida que gera críticas e elogios ao presidente. Muitos brasileiros consideram o serviço ineficiente, relaxado e desrespeitoso ao cidadão, com entregas atrasadas e falta de cuidado com mercadorias e produtos.

Por outro lado, oposicionistas apontam uma sucatização dos empregos do setor, visto que pela iniciativa privada os salários que deverão ser pagos são menores do que no poder público.

Caso a privatização se confirme, Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) será a Agência Reguladora dos serviços postais.

Com o andamento do projeto, o edital será remetido ao Tribunal de Contas da União (TCU) e, assim que liberado pela Corte, será liberado para a realização do leilão. O PL estabelece a nova organização e a manutenção do Sistema Nacional de Serviços Postais, para que sejam explorados em regime privado, “respeitando, porém, a Constituição Federal em seu Artigo 21, que estabelece à União manter o serviço postal, o que será delegado ao Operador Postal Designado no decorrer do processo de privatização dos Correios”.

Em seu Twitter, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente, comemorou a entrega do projeto. Outro internauta, porém, lembrou que o custo de vida subiu significativamente durante a gestão Bolsonaro.

(Com informações da Agência Brasil)

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM