Bolsonaro determina que cultos são serviços essenciais na quarentena

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Foto: PMG

O presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) editou um decreto, na quinta-feira, 25, que considera cultos religiosos como serviços essenciais durante a quarentena do novo coronavírus.

Vale ressaltar que em São Paulo há uma determinação judicial para que igrejas que realizarem cultos sejam multadas em R$ 10 mil por dia caso realizem missas e cultos com a participação de fieis.

A decisão do Ministério Público do Estado de São Paulo de entrar com ação para impedir a aglomeração religiosa ocorreu depois de declarações do pastor Silas Malafaia e do bispo Edir Macedo, apoiadores do presidente, que estavam relutantes em cumprir a quarentena na igreja.

De acordo com a edição do decreto, publicada no Diário Oficial, a realização dos cultos deve seguir determinações do Ministério da Saúde.

Em Guarulhos, o Bispo Dom Edmilson Amador Caetano já havia afirmado que não faria missas com fieis durante o período de quarentena.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram

Comentários...

Veja também...

- PUBLICIDADE -