fbpx
PUBLICIDADE

Vereadores retiram obrigatoriedade de ensino superior para cargos de chefia no Legislativo

Foto: Karina Yamada/CMG
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Proposta abre brecha para questionamento do Ministério Público

Os vereadores de Guarulhos aprovaram nesta sexta-feira (29), em sessões extraordinárias, a retirada da obrigatoriedade de diploma do ensino superior para os ocupantes de cargos de chefia na Câmara Municipal.

Apenas os vereadores Geleia Protetor (PSDB), Lucas Sanches (PP) e Paulo Roberto Cecchinato (PTB) foram contrários à mudança.

Vale destacar que, há 10 anos, os cargos de chefia não demandavam obrigatoriedade de ensino superior no Legislativo. A exigência foi definida após pressão do Ministério Público do Estado de São Paulo, que pode questionar os parlamentares pelo retrocesso.

A mudança integra a reestruturação da Câmara Municipal. Os vereadores aprovaram um texto substitutivo, mas o GRU Diário não teve acesso ao teor do documento para destrinchar outras mudanças.

A reportagem confirmou que o Legislativo desistiu de criar 20 cargos de Policial Legislativo, que seriam preenchidos por concurso público.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM