fbpx
PUBLICIDADE

“Vai ter paciente no corredor”, desabafa secretário de Estado da Saúde sobre falta de leitos

Jean Gorinchteyn, secretário de Estado da Saúde
Foto: Governo do Estado de São Paulo
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Internações e mortes vão subir nas próximas duas semanas

O secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn, informou nesta sexta-feira (5) que o avanço da pandemia do coronavírus se transformou em uma operação de guerra para os funcionários da Saúde. Ele participou de coletiva de imprensa, no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista. “Vai ter paciente no corredor”, afirmou.

De acordo com Gorinchteyn, o Estado investe na expansão dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), mas a situação se torna cada vez mais grave. A taxa de ocupação é de 80%, com seguidos recordes de internações nos últimos dias.

Em apelo aos conselhos de classe da Saúde, o secretário solicitou que médicos e enfermeiros atuem voluntariamente no combate à pandemia. Ele disse que, se necessário, os pacientes serão colocados nos corredores, com cilindros, mas não ficarão sem atendimento.

O governador João Doria (PSDB) claramente não gostou da colocação e ponderou que o Estado irá anunciar um novo hospital de campanha na próxima semana. “Queremos atender pacientes nos quartos e de forma digna.” Doria criticou o Ministério da Saúde por não cumprir determinação do Supremo Tribunal Federal (STF) para reativar leitos de UTI em São Paulo.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM