PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Tony Auad: STB acerta ao investir em futebol enquanto Globo perde audiência

Foto: Reprodução/SBT
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

Colunista analisa a programação atual das principais emissores de TV

Tony Auad
Foto: Divulgação

Hoje inicio a minha coluna analisando a atual programação da Televisão Brasileira, que em tempos de pandemia, não mudou nada como novidade para os telespectadores que já estão cansados da mesmice.

TV GLOBO: Foi a emissora que mais perdeu audiência em decorrência da politização dentro da sua grade de programação. Não bastasse isso, perdeu muito no esporte, deixando a concorrente (SBT) crescer com a transmissão da Copa Libertadores e Copa América.

RECORD TV: Erra quando insiste com Geraldo Luís comandando seu programa sem acrescentar nada, apenas o mesmo formato de outras tentativas sem resultados. Mas, acerta muito com a produção da novela Gênesis, que é vice-líder de audiência em todo o país.

SBT: Sílvio Santos mais uma vez acertou quando passou a investir no futebol, adquirindo os direitos da Copa Libertadores da América, A Eurocopa e Copa América. Era o que faltava para solidificar a popularização da emissora.

REDE TV: Não apresentou nada de novo e quando mexeu no programa “TV Fama” errou em tirar o seu principal protagonista Nelson Rubens, que sem dúvida nenhuma deu a esse formato de programa a consolidação de audiência.

TV CULTURA: Cumpre a regulamentação por ser uma emissora educativa e sua grade de programação  oferece boas opções com “Sr. Brasil” apresentado por Rolando Boldrin, e recentemente com exclusividade a transmissão da Fórmula Indy, além de Marcelo Tas com o seu programa “Provoca”.

TV BANDEIRANTES: Melhorou muito sua programação e deu um grande passo ao contratar Fausto Silva como a principal atração da sua grade no ano que vem. Vale a pena ressaltar que seu jornalismo é de primeira linha e o “MasterChef” é o melhor da gastronomia brasileira.

TV GAZETA: Por ser uma Fundação, não acrescenta nada na sua programação, tem a sua já desgastada “Mesa Redonda” aos domingos e o restante da programação e vendas de carros e produtos, o que já cansa os telespectadores.

As demais emissoras que aí estão, uma boa parte delas se notabilizaram por venderem espaços para as igrejas (Nada contra as Igrejas) que pagam muito bem e dão estabilidade financeira, isso sem contar que algumas delas até pontuam no IBOPE.


A coluna avalia que a TV Aberta pode melhorar mais, mas isso só vai acontecer quando os gênios produzirem conteúdos de melhor qualidade para informação e diversão aos telespectadores.


Frase final:  A verdade de cada um serve como base para avaliação do outro.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM