PUBLICIDADE

Anterior
Próximo

PUBLICIDADE

Anterior
Próximo

Stap rejeita proposta da Prefeitura para encerrar greve dos servidores

Greve dos servidores x Praça Getúlio Vargas, Pedro Zanotti_Easy-Resize.com (1)
Foto: Stap
Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

PUBLICIDADE

Paralisação dos servidores está no quarto dia

O Stap (Sindicato dos Funcionários Públicos de Guarulhos) rejeitou, em assembleia nesta segunda-feira (28), rejeitou a proposta da Prefeitura para encerrar a greve dos servidores. A paralisação já dura quatro dias e teve nova caminhada pelas ruas do Centro, que causaram congestionamentos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A proposta da gestão municipal não constava reajuste salarial, mas previa aumento de R$ 520 para R$ 900 no vale-alimentação / vale-refeição, de R$ 120 para R$ 200 na cesta básica, e de R$ 80 para R$ 120 no abono salarial. O Stap cobra 23% de acréscimo salarial, com o argumento de que a categoria está sem aumentos desde 2019.

A Prefeitura afirma que obteve junto ao TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo) uma liminar em que proíbe servidores que atuam na área da saúde, educação, serviço funerário, limpeza urbana e serviço de controle no tráfego viário de aderir à greve, sob pena de multa diária de R$ 50 mil ao sindicato caso a decisão seja desrespeitada.

O advogado do Stap, Marcelo Pereira, informou que o sindicato não foi notificado até o momento da decisão. Ele falou que “chega a ser um escárnio” a Prefeitura não propor aumento salarial para os funcionários públicos. Segundo Marcelo, a assembleia de hoje, na Praça Getúlio Vargas, contou com 4 mil servidores.

Em nota, a gestão municipal informou que “a adesão nesta segunda-feira é  menor que nos dias anteriores,  mas ainda não temos um balanço fechado. Diante da liminar da Justiça,  a Prefeitura está aberta para as negociações, uma vez que encaminhou uma contraproposta para o Stap”.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE