Error: Embedded data could not be displayed.
Error: Embedded data could not be displayed.
Error: Embedded data could not be displayed.
Error: Embedded data could not be displayed.

Sérgio Camargo exclui Janete Pietá da lista de personalidades da Fundação Palmares

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Camargo x Pietá
Foto: montagem/GRU Diário
Error: Embedded data could not be displayed.

Vereadora disse que Camargo age como um “capitão do mato” e que luta contra a história dos negros no País

O presidente da Fundação Cultural Palmares, Sérgio Camargo, excluiu o nome da vereadora Janete Pietá (PT) da lista de personalidade da instituição. O próprio Camargo informou a decisão tomada por ele em uma publicação em seu twitter nesta quinta-feira, 15.

Janete não é a primeira a ser alvo de tal ataque. No dia 30 de agosto, Camargo retirou da lista o nome da deputa federal Benedita da Silva (PT-RJ) e recentemente excluiu também o nome de Marina Silva (Rede) por acreditar que ela não teve uma “contribuição relevante para a população negra do Brasil” e se faz de vítima para obter dividendo eleitorais.

Ao GRU Diário, Janete afirmou que Camargo age como um “capitão do mato”, como eram conhecidos os negros que trabalhavam para senhores brancos na escravidão com o objetivo de capturar negros fugitivos.

Janete disse que Camargo age de acordo com a vontade do presidente Jair Bolsonaro (PT) e tem ao seu lado o ministro da Cidadania Onyx Lorenzoni, contrário a cota para negros em universidades e no trabalho.

“Querem nos recolocar na senzala. Nós não queremos destruir a casa dos brancos, queremos viver e ser cidadãos iguais a qualquer pessoa brasileira. Ele é negro apenas de cor, não conhece a história de lutas e conquistas do povo negro”, disse Janete.

Janete rebateu o argumento de que não deu nenhuma contribuição à cultura. “Participei efetivamente da construção do Estatuto da Igualdade. Participamos na África do Sul, do parlamento negro. Eu fui uma das primeiras deputadas a participar deste parlamento africano. Estive no enterro de Mandela representando o Brasil”, afirmou Janete, que foi deputada federal de 2007 a 2014.

A candidata disse não se sentir intimada e que Sérgio Camargo um dia deixará a presidência da Fundação.

“Vidas negras importam, isso não é mimimi”, encerrou Janete.

Error: Embedded data could not be displayed.
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram

Veja também...

Error: Embedded data could not be displayed.
Error: Embedded data could not be displayed.