fbpx
Previous slide
Next slide
Previous slide
Next slide

Romeiros a caminho do Santuário de Aparecida recebem apoio durante trajeto

Foto: Divulgação
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Ações da PRF e CCR RioSP realizam ações para garantir segurança aos peregrinos no caminho da fé

A partir desta quinta-feira (5) até o dia 15 de outubro, a CCR RioSP trabalhará em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) em ações de orientação para garantir mais segurança aos romeiros que seguem a pé ou de bicicleta em direção ao Santuário de Aparecida, no Vale do Paraíba (SP).

“O objetivo do trabalho integrado com a PRF é o de garantir segurança não apenas aos peregrinos que caminham em direção ao Santuário de Aparecida (SP), mas também aos motoristas que estão em viagem pela Via Dutra irão se deparar com um número alto de pedestres e ciclistas transitando. Toda a operação está sob o controle da Polícia Rodoviária Federal (PRF), órgão responsável pela segurança e fiscalização na rodovia. A concessionária apoiará todas as ações sugeridas pela corporação, que contará com um efetivo reforçando durante esse período”, explica Rodolfo Borrel, Gerente de Atendimento da CCR RioSP.

De setembro até esta quarta-feira (4), a concessionária contabilizou cerca de 350 peregrinos na Via Dutra. A contagem é feita a partir da passagem pelas praças de Moreira César (SP) e Itatiaia (RJ). No ano passado, o número de peregrinos entre os meses de setembro e outubro foi de aproximadamente 29 mil.

Rota mais segura

São várias as ações desenvolvidas em conjunto entre concessionária e Polícia Rodoviária Federal para a operação peregrino deste ano. A principal delas é a extensão de um caminho mais seguro para a caminhada até à Basílica. Ano passado, essa a rota teve início a partir de Taubaté, na altura do km 108, e se estendeu até Aparecida. Esse ano, a pedido da PRF, a sinalização se inicia em Arujá, altura do km 199, e termina no km 71, acesso ao Santuário Nacional de Aparecida. 

Para isso, a concessionária confeccionou mais 500 materiais, entre placas e faixas, com objetivo de reforçar a orientação a todos os públicos que utilizam à Via Dutra. Alguns trechos da rodovia também receberão cones, caso seja necessário o fechamento de faixas para a passagem de grupos de peregrinos.

O fechamento somente ocorrerá com autorização da PRF. O Exército também apoiará a operação peregrino desse ano, com a montagem de uma passagem na altura do km 82, em Roseira. Esse trecho da rodovia é estreito o que dificulta a passagem.

Para isso foi criado (explicar exatamente o que foi ou será feito). Outra novidade é que os pontos de apoio ao peregrino (PAPs) receberão adesivos numéricos. A ideia é facilitar a identificação do PAP cadastrado Polícia Rodoviária Federal. A recomendação é de que os pontos de apoio sejam montados somente na pista sentido São Paulo.

Outra ação prevista é o reforço das equipes operacionais e de Atendimento Pré-Hospitalar da Concessionária e a veiculação de mensagens nos Painéis de Mensagens Variáveis (PMVs), alertando o motorista que está em viagem pela rodovia sobre a presença de pedestres e ciclistas na pista. Foram instaladas também faixas nos pontos com maior fluxo de peregrinos, além da divulgação de entrevistas na programação da CCRFM 107,5 RioSP. 

Distribuição de refletivos

Outro importante trabalho já iniciado pela concessionária é a entrega de refletivos a pedestres e ciclistas pelas equipes operacionais da concessionária. Foram confeccionados cerca de 14 mil refletivos. Os materiais são distribuídos sempre que são avistados grupos de peregrinos caminhando pela rodovia. No caso de ciclistas, os refletivos são colados, na hora, com objetivo de aumentar a visibilidade. Além de receber o item de segurança, todos são orientados sobre como se comportar na rodovia, contribuindo para redução de ocorrências na rodovia.

Descarte de resíduos

Como acontece todos os anos, a concessionária instalou lixeiras para o descarte de resíduos dos peregrinos. Ao todo, foram implantadas 70 lixeiras, principalmente no trecho entre Taubaté e Aparecida. No ano passado, a concessionária recolheu 18 toneladas de resíduos. A maior parte era de material reciclável, como garrafas plásticas, copos, embalagens de comida e latas de alumínio. Todo o resíduo recolhido na rodovia é levado para um local próprio para a reciclagem.

Esse trabalho é importante, principalmente porque o resíduo que é deixado às margens da rodovia pode obstruir os sistemas de drenagem e provocar danos ao meio ambiente, quando transportado para os leitos de córregos e rios. Todo o material coletado pelas equipes é encaminhado para uma empresa devidamente licenciada para o recebimento e a destinação desses resíduos.

Ponto de orientação

Como parte do trabalho desse ano, a concessionária, em parceria com o Instituto CCR, irá montar um ponto de atendimento e orientação no km 99 da pista sentido São Paulo, da Via Dutra (BR-116), ao lado da base operacional de Pindamonhangaba. O atendimento ao peregrino que estiver de passagem pelo trecho será realizado entre os dias 10 e 11 de outubro, das 10h às 15h. O trabalho faz parte das ações do Programa Caminhos para a Saúde, do Instituto CCR.

O peregrino que passar pelo local durante o período da ação terá à disposição alguns serviços como massagem e atendimento de enfermagem com aferição de pressão. Os banheiros da base operacional estarão à disposição dos peregrinos que estiverem na tenda. Após receber o atendimento, o peregrino recebe da concessionária isotônico, água, barra de cereal e frutas. Além de fitas refletivas.

Trecho em obras

A concessionária está com obras em São Paulo, Guarulhos e São José dos Campos. Durante o período de maior volume de peregrinos caminhando pela rodovia, a sinalização nesses trechos será reforçada pela concessionária e pelas empresas contratadas. Os locais receberão novos cerquites, além de instalação de placas orientando o local por onde a passagem deverá ser feita nesses trechos.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM