PUBLICIDADE

Anterior
Próximo

PUBLICIDADE

Anterior
Próximo

Protesto antirracismo no Paraná termina com prisões e depredação

Foto: Reprodução/RPC Paraná
Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

PUBLICIDADE

Organização do protesto afirmou que vandalismo ocorreu após dispersão do ato e por parte de pessoas infiltradas

Um protesto contra o racismo, que começou de forma pacífica em Curitiba, capital do Paraná, terminou com atos de depredação de patrimônio público e privado e com oito pessoas detidas na noite de segunda-feira, 1º.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

“Infelizmente, no final do ato, em uma dispersão de alguns poucos, houve vandalismo contra o patrimônio público. O que, ao nosso ver, é muito estranho e suspeito e representa a presença organizada de infiltrados que desejam a criminalização do movimento”, diz um trecho da nota enviada pela organização da manifestação”, diz uma nota dos organizadores enviados à RPC, filiada da Rede Globo no Estado.

De acordo com eles, “nossa luta é por igualdade, contra o racismo, a violência contra jovens negros nas periferias, a proliferação de grupos que propagam o ódio e o genocídio de brasileiros promovido pela falta de uma política clara de saúde durante esta pandemia”, complementa a nota dos organizadores.

O protesto, em sua maioria formado por jovens com cartazes que pediam respeito a vida dos negros e defesa da democracia.

Durante o ato, porém, uma bandeira do Brasil chegou a ser queimada pelos manifestantes. Agências bancárias foram depredadas, lixos incendiados e prédios públicos foram atingidos.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE