PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

Prorrogadas até o dia 13 as campanhas de multivacinação, pólio e sarampo

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Foto: Marcio Lino

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

Guarulhos é uma das 29 cidades com circulação ativa do vírus do sarampo

Estão prorrogadas em todo o Estado de São Paulo as campanhas contra a poliomielite para crianças de um até quatro anos, 11 meses e 29 dias, bem como a de multivacinação para atualização da caderneta da população menor de 15 anos de idade e também a do sarampo, que tem por objetivo imunizar seletivamente o público-alvo de seis meses até 29 anos e, indiscriminadamente, os adultos de 30 a 49 anos. 

A prorrogação até 13 de novembro é mais uma tentativa para atingir a meta de cobertura vacinal e evitar a propagação das doenças nos municípios paulistas.

Depois de duas décadas sem circulação endêmica, o sarampo foi reintroduzido no estado de São Paulo no ano passado. Atualmente 29 municípios paulistas mantêm a circulação ativa do vírus: Guarulhos, São Paulo, Guarujá, Santos, Ribeirão Preto, Campinas, Bauru, Mogi das Cruzes, Pirassununga, Santo André, Barueri, Bertioga, Bragança Paulista, Cotia, Franca, Francisco Morato, Itapecerica da Serra, Itaquaquecetuba, Jacareí, Mauá, Mogi Guaçu, Mongaguá, Osasco, Pontal, Rio Claro, Santana de Parnaíba, São Bernardo do Campo, São Vicente e Taubaté.

Por isso, a campanha de vacinação contra o sarampo pretende atualizar as doses do calendário vigente da população de seis meses até 29 anos, além de vacinar indiscriminadamente os adultos de 30 a 49 anos, mesmo os que já tenham tomado a vacina anteriormente.

No caso da pólio, a meta é imunizar indiscriminadamente pelo menos 95% do público-alvo na faixa etária de 12 meses até menores de cinco anos de idade. Já os bebês com menos de um ano terão seu esquema vacinal atualizado.

As campanhas nacionais de vacinação contra a pólio tiveram início em 1980, o que tem mantido o país livre da doença. O último caso registrado em território nacional foi em 1989. Desde então, o país não apresentou casos de poliomielite e recebeu o certificado de área livre de circulação do poliovírus selvagem em 1994.

Por isso, é muito importante que os pais ou responsáveis levem as crianças aos postos, porque a vacinação em massa é a maneira mais eficaz de proteger a população.

Já a campanha de multivacinação destinada à população menor de 15 anos é uma estratégia do Ministério da Saúde para oferecer em um único momento as vacinas do calendário nacional. Além de facilitar a ida dos pais ou responsáveis ao serviço de saúde, a iniciativa pretende aumentar a cobertura vacinal em todo o País e, assim, garantir a proteção contra várias doenças, contribuindo para a sua eliminação.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

PUBLICIDADE