fbpx
PUBLICIDADE

Promotor eleitoral pede impugnação da candidatura de Pietá

Elói Pietá e partidos de apoio
Foto: Eurico Cruz
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Solicitação foi protocolada na segunda-feira

O promotor eleitoral Carlos Eduardo Brechani apresentou ação de impugnação da candidatura de Elói Pietá (PT) à Prefeitura de Guarulhos ontem (28). A solicitação ainda precisa ser julgada pela Justiça Eleitoral.

De acordo com Brechani, o petista não apresentou todos os documentos necessários na candidatura. Ele citou que o ex-prefeito não anexou no registro a certidão de quitação eleitoral e as certidões criminais.

Segundo o promotor, Pietá também é alvo de várias ações judiciais no Fórum de Guarulhos e também de processo no Tribunal de Contas do Estado de São Paulo. “Há apontamentos ligados a possível rejeição das contas1 e, também, processos criminais, que poderiam indicar eventual suspensão dos direitos políticos”, justificou.

Em nota, a coordenação da coligação Pra Guarulhos Crescer de Novo revelou “estranheza com ação do Ministério Público em desacordo com a lei e jurisprudência eleitoral”. Segundo a assessoria de Pietá, a ação da Promotoria,, em decorrência de um erro no sistema de processamento de candidaturas da Justiça Eleitoral e sem apresentar nenhum fundamento, tem todas as características de uma peça política sob capa de aparente legalidade.

“Oportunamente isto ficará claro, como ficou na eleição de 2018, na qual, apesar de esforços semelhantes do Ministério Público, suas afirmações foram recusadas por unanimidade no Tribunal Regional Eleitoral. Ressalta-se que nos dois mandatos consecutivos à frente da Prefeitura de Guarulhos, o atual candidato teve todas as contas de suas gestões devidamente aprovadas. E além disso concluiu seu governo com 80% de aprovação popular”, informou a coligação.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM