PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Projeto que obriga companhias aéreas a rastrear pets vai tramitar em urgência

cadela pandora
Foto: Reprodução/Instagram
Compartilhe

PUBLICIDADE

Proposta do deputado federal Alencar Santana (PT-SP) pode evitar desaparecimentos como o caso da cachorra Pandora

O projeto de lei que prevê a obrigatoriedade das companhias aéreas de rastrear pets durante os voos teve a sua tramitação em urgência aprovada pela Câmara dos Deputados na quinta-feira (4).

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

De autoria do deputado federal Alencar Santana (PT-SP), a proposta visa evitar que os animais fujam ou que se percam durante o voo.

Um caso que ganhou o Brasil todo aconteceu no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em Cumbica, quando a cachorra Pandora que ficou desaparecida por 45 dias após o avião dee seu tutor pousar na cidade.

Ela foi encontrada por um engenheiro elétrico, próxima a uma ponte próxima do Terminal 3 do aeroporto.

Segundo Alencar, a proposta tem um custo baixo e resolve um problema muito grave para os aeroportos e para os tutores e donos de pets.

“É um projeto simples, um custo barato. Fácil de se resolver por parte das companhias aéreas. Assim que receber o pet do tutor, coloca o rastreador e quando devolver retira. Não dá para ter insegurança. A busca da cachorra Pandora mobilizou boa parte da cidade de Guarulhos e ela estava dentro do aeroporto”, ressaltou Alencar.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Compartilhe
VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE