fbpx
PUBLICIDADE

Procuradoria diz que é falsa notícia sobre inconstitucionalidade do Regime Próprio dos Servidores

Justiça
Foto: Freepik
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Migração dos funcionários públicos é debatida na Justiça

A Procuradoria Geral do Município informa que, diferente de veiculações recentes nas redes sociais, tem acompanhado diariamente o processo que tramita no Tribunal de Justiça de São Paulo sobre a implantação do Regime Próprio no Município e não existe ainda uma decisão definitiva sobre a declaração de inconstitucionalidade da mudança de regime jurídico dos servidores. 

De acordo com o órgão, o município apresentará todos os recursos cabíveis da decisão, inclusive Recurso Extraordinário no Supremo Tribunal Federal (STF), já que a corte tem entendimentos e decisões diferentes do TJSP. “Sem prejuízo, foi pleiteada, ainda, junto à presidência do Supremo Tribunal Federal, a suspensão da decisão”, afirmou a nota.

Pelo Regime Próprio, a maioria dos funcionários públicos municipais contratados pela CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) puderam migrar para o Ipref (Instituto de Previdência de Guarulhos).

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM