PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Prefeitura interrompe crimes ambientais na Vila Any, Parque Estadual de Itaberaba e Parque Mikail

Foto: Divulgação/PMG
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

Qualquer cidadão pode informar crimes ambientais pelo Disque-Denúncia

Ações de fiscalização realizadas por equipes da Prefeitura de Guarulhos durante esta semana interromperam crimes ambientais em andamento em três regiões da cidade. Na segunda-feira (19), após denúncia anônima, fiscais da Secretaria de Meio Ambiente (Sema) demoliram barracos não habitados que estavam sendo construídos em área de proteção permanente (APP) na rua dos Vigilantes, Vila Any.


Já nesta quarta-feira (21), durante fiscalização de rotina, agentes da Sema, em conjunto com a Fundação Florestal e a PM Ambiental da cidade de Mairiporã, flagraram construções no Parque Estadual de Itaberaba (unidade de conservação situada entre Guarulhos, Arujá, Nazaré Paulista e Santa Isabel), importante corredor ecológico entre as serras da Mantiqueira e da Cantareira formado por remanescentes da Mata Atlântica que oferecem habitat para diversas espécies de animais ameaçados de extinção.

Também nesta quarta-feira, após outra denúncia anônima, fiscais da Sema, em conjunto com a GCM Ambiental e com o apoio da Proguaru, estiveram na área conhecida como Campo da Paz, região do Parque Mikail. Diversos lotes clandestinos estavam sendo demarcados na área que abrigava uma lagoa aterrada com entulho, o que destruiu quase totalmente a vegetação aquática.

s responsáveis pelo crime ambiental fugiram ao notar a chegada dos fiscais. A Sema ressalta que não existe loteamento aprovado pela Prefeitura naquela região, portanto, compra e venda de lotes na área configuram crime ambiental sujeito a penas de apreensão, multa e prisão.

Qualquer cidadão pode informar crimes ambientais pelo Disque-Denúncia 0800-772-2006. Não é preciso se identificar.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM