PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PM suspeito de matar jovem durante festa em Guarulhos é solto um dia após o crime

Prédio onde funciona o 7º DP de Guarulhos (Foto: Mari Cavalcante/GRU Diário)
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

Justiça concedeu liberdade provisória no dia seguinte à morte de Karine Ramos, de 20 anos

O policial militar suspeito de matar Karine Cristina Ramos, de 20 anos, foi solto neste domingo (15) após a Justiça conceder liberdade provisória em audiência de custódia, um dia após o crime.

Ele foi preso em flagrante no último sábado (14) após atirar na jovem durante uma festa na Vila Carmela e levado ao Presídio Militar Romão Gomes na zona norte da capital. 

O cabo da PM que não teve a sua identidade divulgada é lotado no 31º BPM/M  (Batalhão de Polícia Militar Metropolitano) que atende Guarulhos, Arujá e Santa Isabel. 

Em nota, o escritório de advocacia Ribeiro e Kitadani Advogados Associados que representa o PM afirma “que não se adequavam ao caso concreto os requisitos para a conversão da prisão em flagrante delito em prisão preventiva” pedida pelo promotor de Justiça. 

O policial militar alegou em depoimento à polícia que o disparo foi acidental e que ele estaria de folga na noite do crime. Entretanto, testemunhas refutaram a versão do suspeito. 

O caso foi registrado como homicídio pelo 7º Distrito Policial.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE