fbpx
PUBLICIDADE

Pessoas entre 36 e 50 anos de idade são mais vítimas de golpes na web

Foto: NordWood/Unspslah
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Brasileiros sofreram mais de 300 mil tentativas de fraudes apenas no último mês de julho, segundo pesquisa

Levantamento aponta que pessoas entre 36 e 50 anos são as vítimas preferidas por golpistas na internet, sofrendo 35,9% das fraudes registradas.

A pesquisa feita pela Serasa Experian analisou movimentações suspeitas de documentos, aberturas de contas e emissão de novos cartões. Segundo a empresa, os brasileiros sofreram mais de 300 mil tentativas de fraudes apenas no último mês de julho. 

O gerente executivo de Autenticação e Prevenção à Fraude da Serasa Experian, Rafael Garcia, liga a idade das vítimas à faixa etária que mais utiliza os bancos pelo celular.

“É importante destacar que o público hoje que mais consome os serviços digitais que os bancos, as empresas fornecem é um público que está hoje na faixa de 25 a 39 anos, assim como 40 e 59 anos, são assim dois grupos que são a maioria dos que mais utilizam as facilidades dos meios digitais, consequentemente acabam sendo os grupos alvo dos fraudadores também.”

Em seguida vem as vítimas de 26 a 35 anos de idade, que aparecem em 27,5% dos golpes bem-sucedidos aplicados no mês de julho.

O gerente executivo, Rafael Garcia, dá dicas para que as pessoas se protejam desse tipo de crime.

“Sempre desconfie de mensagens, e-mail, SMS, whatsapp que acabam pedindo dados pessoais, ou até mesmo dados financeiros. Assim como o imediatismo de mensagens que a gente acaba recebendo no dia a dia, como: agendamento liberado até hoje. Último dia para o saque, não perca essa oportunidade. Tudo isso é feito para ludibriar as vítimas para que elas acreditem e acabem nem averiguando a veracidade dos conteúdos nas páginas oficiais”, alerta. 

Além dos cuidados que se deve ter ao receber mensagens e clicar em links desconhecidos, é importante ficar atento à autenticidade dos sites de compras online para evitar a ação dos dos golpistas.

(por Agência Brasil)

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM