fbpx
PUBLICIDADE

Passaporte da vacina gera longas filas e aglomeração no Aeroporto de Guarulhos

Foto: Reprodução/Band News FM
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Há relatos de passageiros que ficaram presos nas aeronaves por uma hora, afirma rádio

Os passageiros que desembarcaram de voos internacionais no Aeroporto de Guarulhos, em Cumbica, enfrentaram longas filas, na manhã desta segunda-feira (13), em razão da exigência do passaporte da vacina. 

Os passageiros que chegam ao país precisam apresentar o comprovante de vacinação, um teste PCR negativo feito até 72 horas antes do embarque, ou um teste de antígeno realizado 48 horas antes.

Segundo informações da Rádio Band News FM, há relatos de passageiros presos nas aeronaves há mais de uma hora por conta do excesso de viajantes no Terminal 3, que gerou aglomeração.



“Não dava nem para sair do avião. A fila da área de passaporte começava logo na porta do avião. O processo demorou uma hora, para mais, só para sair do avião”, disse um passageiro em entrevista à rádio.

O Ministério da Saúde havia determinado uma quarentena de cinco dias, no caso de estrangeiros que não foram vacinados. No entanto, a medida não entrou em vigor em razão do ataque hacker aos sistemas da Saúde, na madrugada desta sexta-feira (10).

Por determinação do ministro Barros, do STF (Supremo Tribunal Federal), o comprovante de vacina para os passageiros que chegam do exterior no Brasil só pode ser dispensado por motivos médicos, caso o viajante venha de país em que comprovadamente não haja vacina disponível ou por razão humanitária excepcional.

A GRU Airport, concessionária que administra o aeroporto, informou à rádio que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) deveria ser procurada para explicar a demora no desembarque. A agência não se pronunciou sobre o caso.

ebc.png

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM