fbpx
PUBLICIDADE

Palmeiras goleia Água Santa e conquista 25º Campeonato Paulista

Palmeiras, campeão paulista de 2023
Foto: Cesar Greco/Palmeiras
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Abel Ferreira ganhou o oitavo título com o Verdão

Este domingo (9), de Páscoa, teve um sabor ainda mais açucarado para o Palmeiras, que entrou em campo no Allianz Parque precisando reverter o placar do revés sofrido por um gol de diferença diante do Água Santa (2 a 1 na Arena Barueri). Entretanto, o Verdão foi ainda além: com dois de Gabriel Menino (aos 15 e 27 do 1°T), de Endrick (34) e de Flaco López (28 do 2°T), o time de Abel Ferreira levou a agremiação esmeraldina à conquista de seu 25° Estadual.

Aliás, algumas coincidências marcaram a partida dessa tarde. Uma delas foi que o placar da final anterior se repetiu: ano passado, o Alviverde foi campeão por 4 a 0, no mesmo estádio, e também precisando reverter um resultado do jogo de ida (havia perdido de 3 a 1 para o São Paulo no Morumbi).

Outra coincidência foi que, novamente, Gabriel Menino brilhou na partida e marcou duas vezes em um jogo que valeu taça ao Verdão só neste ano! Isso porque em janeiro de 2023, ele foi autor de dois gols na final da Supercopa do Brasil – taça obtida contra o Flamengo-RJ, na vitória por 4 a 3.

Esta foi a 16ª final de Campeonato Paulista disputada pelo Palmeiras, tendo sido campeão nove vezes (1920, 1936, 1959, 1974, 1993, 2008, 2020, 2022 e, agora, 2023) e vice sete vezes (1986, 1992, 1995, 1999, 2015, 2018, 2021). Além disso, essa também é a quinta decisão contra um time de fora da capital: Santos (1959 e 2015), Internacional de Limeira (1986), Ponte Preta (2008) e Água Santa (2023).

De quebra, o Palmeiras continua perseguindo números recordistas dentro de casa. Este foi o 23° jogo invicto do time no Allianz Parque por qualquer competição (17 vitórias e seis empates). Com isso, a equipe do técnico Abel Ferreira ostenta a sua segunda maior sequência de invencibilidade na história da arena – o recorde é de 28 jogos, alcançado entre agosto de 2016 e junho de 2017 (21 vitórias e sete empates).

Em casa, aliás, o Palmeiras vem mantendo sua fama de durão em queda-de-braço. Só neste ano, esta foi a terceira disputa em jogo mata-mata e 100% de aproveitamento; as outras duas vitórias foram em jogo único pelo Campeonato Paulista atual (quartas de final contra o São Bernardo e semifinal contra o Ituano).

Aliás, das agora sete finais disputadas na arena, o Palmeiras ganhou cinco (Copa do Brasil 2015, Campeonato Paulista 2020, Copa do Brasil 2020, Recopa Sul-Americana 2022 e os Paulistas de 2022 e 2023), ficando com o vice uma vez (Paulista de 2018), e faturou ainda dois Campeonatos Brasileiros por pontos corridos (2016 e 2022).

Individualmente, não foi só Gabriel Menino que brilhou. Além de Endrick e López, é claro, que colocaram seus nomes no hall de jogadores que já marcaram gol pelo Verdão em finais, outros também se sobressaíram não só pelo futebol bem apresentado tecnicamente nesta tarde, mas também por números atingidos: o zagueiro Gustavo Gómez, por exemplo, alcançou ninguém menos do que Ademir da Guia como capitão que mais levantou taças pelo clube (atualmente, tem seis títulos com a braçadeira, ao lado de César Sampaio e atrás do Divino, como sete).

Já o goleiro Weverton, com esse título, se isolou como goleiro mais vezes campeão pelo Verdão (antes, dividia a primeira posição com Oberdan Cattani, com nove conquistas). Portanto, Weverton chegou ao seu incrível décimo título no Palmeiras (desde 2018 que o jogador está no Verdão).

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM