PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Oposição tenta colher assinaturas para barrar decreto de extinção da Proguaru

Oposição
Foto: Divulgação
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

Trabalhadores fizeram um protesto em frente à Câmara Municipal para tentar pressionar vereadores

O vereador Maurício Brinquinho (PT) iniciou, nesta quarta-feira (1º), um movimento para colher assinaturas para um decreto Legislativo que tem como objetivo derrubar uma determinação do prefeito Guti (PSD), publicada na sexta-feira (27/08), que antecipa o processo de extinção da Proguaru.

Na tarde desta quarta-feira, trabalhadores da comissão “Em Defesa da Proguaru” e membros da Oposição coordenaram um protesto em frente à Câmara Municipal com o objetivo de pressionar os vereadores a derrubarem o decreto emitido pelo prefeito.

Foto: Divulgação

Após o protesto, o presidente da Câmara, Martello (PDT), recebeu uma comissão de membros de sindicatos, vereadores da oposição e representantes dos trabalhadores.

A ideia do decreto apresentada por Brinquinho precisa de 23 assinaturas dentre 33 vereadores para ser levada em votação no plenário. Se conseguir as assinaturas, ainda é necessário, novamente, que dois terços dos vereadores votem a favor de suspender o decreto do prefeito.

Até agora, segundo apurado pela reportagem, assinaram o documento a vereadora Márcia Taschetti (PP), Brinquinho, Janete Pietá e Marcelo Seminaldo (todos do PT), Laércio Sandes (DEM), Edmilson Souza (Psol).

Os trabalhadores também esperam o posicionamento do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de São Paulo, sobre um pedido de referendo para levar a votação popular a decisão de fechar ou não a Proguaru.

Na terça-feira (31), o prefeito Guti afirmou que com a extinção da Proguaru o referendo não aconteceria porque haveria a perda do motivo do referendo.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE