PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

“O ministro Barroso presta um desserviço à nação brasileira”, afirma Bolsonaro

Bolsonaro
Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

Declaração ocorre após TSE abrir inquérito para apurar ataques de Bolsonaro contra a urna eletrônica

O presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) voltou a atacar o presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o ministro Luís Roberto Barroso, nesta terça-feira (3), com quem tenta travar uma batalha em prol do voto impresso.

“O ministro Barroso presta um desserviço à nação brasileira. Não é uma briga contra o TSE ou STF, é contra o ministro do Supremo que é presidente do TSE querendo impor a sua vontade. Nós sabemos quanto Barroso deve para Luiz Inácio Lula da Silva”, disse a um grupo de apoiadores.

A declaração ocorre após o Tribunal aprovar um inquérito interno para apurar ataques sem provas contra a urna eletrônica por parte do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido), na segunda-feira (2).

O presidente segue em sua cruzada para tentar implementar o voto impresso para a próxima eleição sob argumento de que é preciso auditar as urnas. O TSE já afirmou que as urnas são auditáveis.

Apesar do presidente tentar colocar que há apenas uma briga pessoal, ex-presidentes do TSE desde 1988 divulgaram na segunda-feira uma nota em defesa do modelo de eleições no Brasil.

“A contagem pública manual de cerca de 150 milhões de votos significará a volta ao tempo das mesas apuradoras, cenário das fraudes generalizadas que marcaram a história do Brasil”, afirma um trecho do texto.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE