fbpx
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

No dia do advogado, Márcio Nakashima critica OAB por manter registro de Mizael Bispo

Márcio Nakashima
Foto: Reprodução/redes sociais/Márcio Nakashima
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Advogado e ex-policial militar, Mizael foi condenado a 20 anos de prisão pela morte da ex-namorada Mércia Nakashima, irmã do deputado

O deputado estadual Márcio Nakashima (PDT) aproveitou o Dia do Advogado, comemorado nesta terça-feira, 11, para criticar a Ordem dos Advogados do Brasil do Estado de São Paulo (OAB-SP), em live nas suas redes sociais, por manter o registro profissional de Mizael Bispo.

Ex-policial militar e advogado, Bispo foi condenado a 20 anos de prisão pelo assassinato de sua ex-namorada Mércia Nakashima, em 2013, que era irmã do deputado. O caso teve repercussão nacional.

“Desde a morte da Mércia, dez anos se passaram, e a OAB nada fez. Se quer uma suspensão, uma advertência ao senhor, doutor, advogado, assassino homicida Mizael Bispo de Souza”, diz o deputado.

Durante o vídeo, Nakashima cita o código de ética da OAB, no qual o artigo primeiro diz que o exercício da advocacia exige conduta compatível com os preceitos deste Código, do Estatuto, do Regulamento Geral, dos Provimentos e com os demais princípios da moral individual, social e profissional.

“Que moral, esse cidadão, esse criminoso, que ainda está cumprindo pena, está preso, mas logo vai sair, porque vai passar, a pena acaba. Que moral ele tem? A OAB, até agora inerte, morosa, nada fez”, diz o deputado.

A OAB chegou a abrir um processo de punição contra bispo, que corre em segredo de Justiça, mas em uma rápida consulta no site da Ordem é possível verificar o registro de Mizael Bispo ativo.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM