fbpx
PUBLICIDADE

No 1º dia de fase emergencial, mais de 60% dos guarulhenses descumpriram isolamento

Centro
Foto: Eurico Cruz
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Mesmo com UTIs lotadas e comércios fechados, 61% dos guarulhenses saíram de casa na segunda-feira (15)

Mesmo com a implantação de normas mais restritivas, mais da metade da população guarulhense desrespeitou o isolamento social durante o 1º dia da fase emergencial do Plano São Paulo.

De acordo com o Simi (Sistema de Monitoramento Inteligente do Governo de São), apenas 39%% dos guarulhenses cumpriram o isolamento social na segunda-feira (15), mesmo com bares e restaurante fechados e com uma taxa de ocupação de leitos de UTI para covid-19 que atingiu 100% no domingo (14).

O índice de Guarulhos é inferior ao do Estado, que ficou na média de 43%, considerado baixo se comparado ao mínimo esperado de 60%.

Em recente entrevista ao GRU Diário, a diretoria da Unimed Guarulhos ressaltou que falta conscientização da população, que não chegou a respeitar nem mesmo as regras da Fase Vermelha do Plano SP.  De acordo com a diretora clínica Graciane Dias Figueiredo Mechenas, a covid-19 tem contaminado todas as faixas etárias, com tempo de internação maior e está cada vez mais perto.

“Se você fizer uma enquete no seu rol de amigos, alguém vai dizer: ‘meu vizinho tá doente, meu amigo tá doente’, e eu não estou vendo nenhuma influência da fase vermelha na realidade das pessoas”, desabafou a médica.

O SIMI-SP (Sistema de Monitoramento Inteligente de São Paulo) é viabilizado por meio de acordo com as operadoras de telefonia Vivo, Claro, Oi e TIM, através da ABR (Associação Brasileira de Recursos em Telecomunicações) e do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), para que o Estado possa consultar informações agregadas e anônimas sobre deslocamento nos municípios paulistas mapeados.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM