fbpx
PUBLICIDADE

“Nada justifica aqui em Brasília essa tentativa de ato terrorista no aeroporto”, diz Bolsonaro

Bolsonaro
Foto: Reprodução/Facebook
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Em live um dia antes de deixar presidência, Bolsonaro se diz perseguido pela imprensa e pelo Judiciário e critica Lula

Em uma live com tom de despedida via redes sociais nesta sexta-feira (30), o presidente Jair Bolsonaro (PL) condenou a tentativa de ataque a bomba no Aeroporto de Brasília por um de seus apoiadores, afirmou ter sido perseguido pela imprensa e pelo Judiciário durante seu mandato e criticou as indicações do presidente eleito Lula (PT) para os ministérios do futuro governo.

“Hoje em dia, se alguém comete um erro é bolsonarista. Nada justifica aqui em Brasília essa tentativa de ato terrorista no aeroporto de Brasília. Nada justifica. Um elemento que foi pego, graças a Deus, com ideias que não coadunam com nenhum cidadão. Agora massifica em cima do cara como bolsonarista o tempo todo. É a maneira da imprensa tratar”, disse em live no Palácio da Alvorada.

Essa foi uma das poucas manifestações do presidente desde o fim do segundo turno, quando perdeu a eleição para Lula. Antes mais participativo e falante, o presidente derrotado se tornou recluso e cobrou de seu partido, o PL, que fosse mais enfático na tentativa de questionar o resultado das eleições de 2022.

Sobre os ministros de Lula, Bolsonaro pediu para que fosse feita uma comparação com os do atual governo. Segundo o atual presidente, seus ministros sao “técnicos”.

Bolsonaro não irá passar a faixa presidencial para Lula. Ele deve viajar para Miami, nos Estados Unidos, ainda no sábado (31).

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM