fbpx
PUBLICIDADE

Na pandemia, guarulhense pagou R$ 161 milhões a mais de impostos do que em 2019

impostômetro ACE
Foto: divulgação
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

De acordo com presidente da ACE, consumo caiu e carga tributária aumentou

Durante a pandemia do novo coronavírus iniciada em 2020 no Brasil, embora muitos comércios tenham de ter reduzido o atendimento e até mesmo fechado as portas, os guarulhenses pagaram R$ 161 milhões a mais com impostos do que em 2019.

De acordo com dados do impostômetro da Associação Comercial e Empresarial (ACE) de Guarulhos, em 2019 a soma de tributos de todas as esferas pagas pelo guarulhense foi de R$ 1.354.204.439,36. Já em 2020 o valor foi de R$ 1.515.876.455,43.

Quem vê este crescimento pode pensar que a economia, mesmo com as dificuldades geradas pela covid-19, cresceu, mas, de acordo com Silvio Alves, presidente da ACE-Guarulhos, o consumo não cresceu.

“Pelo contrário. Houve queda acentuada no consumo, tanto que muitos comerciantes fecharam as portas. Quem teve o delivery como alternativa não conseguiu nem chegar perto do faturamento normal. Os dados do Impostômetro de 2020 são maiores que os do ao anterior por causa do aumento da carga tributária”, explicou Alves.

Questionado sobre os impostos para este ano, o empresário ressaltou que a tendência de crescimento de arrecadação de tributos permanece.

“Não há dúvida de que o contribuinte paulista – e o guarulhense, obviamente – pagará mais imposto em 2021 com esse aumento disfarçado do ICMS por parte do Governo do Estado. É um absurdo que isso ocorra em um momento tão difícil para todos. Sem auxílio emergencial, com novas restrições de funcionamento. E, agora, com aumento de imposto. O governo estadual não demonstra sensibilidade com o momento delicado de toda a sociedade”, afirmou o presidente da ACE.

Neste primeiro mês do ano, com 27 dias corridos até o momento, o impostômetro de Guarulhos já marca mais de R$ 128 milhões pagos pelos guarulhenses em tributos. O impostômetro da cidade foi inaugurado no dia.

Com os tributos pagos em 2020 seria possível construir mais de 5.053 unidades de saúde, 31.581 postos policiais ou 108.277 salas de aulas equipadas.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM