fbpx
PUBLICIDADE

Na ONU, Bolsonaro diz que “fique em casa” quase “trouxe o caos social ao País”

Jair Bolsonaro na ONU
Foto: Reprodução
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Sobre a Amazônia, presidente disse que “somos vítimas de campanha brutal de desinformação”

Em discurso virtual realizada na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) nesta terça-feira, 22, o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) lamentou cada morte pela covid-19, mas disse que a campanha “fique em casa” quase “trouxe o caos social ao País” e culpou parte da imprensa por estas informações.

Como aconteceu em grande parte do mundo, parcela da imprensa brasileira também politizou o vírus, disseminando o pânico entre a população. Sob o lema ‘fique em casa’ e ‘a economia a gente vê depois’, quase trouxeram o caos social ao país”, disse Bolsonaro.

O presidente disse ainda que o Governo Federal tomou uma série de providências para não deixar a economia parar e que as medidas de isolamento foram feitas por governadores e prefeitos.

Por decisão judicial, todas as medidas de isolamento e restrições de liberdade foram delegadas a cada um dos 27 governadores das unidades da Federação. Ao Presidente, coube o envio de recursos e meios a todo o País“, afirmou o presidente.

Como acertos de sua gestão, Bolsonaro citou o pagamento do auxílio emergencial, 100 bilhões de dólares para ações de saúde, socorro a pequenas e microempresas, assistência a mais de 200 mil famílias indígenas com produtos alimentícios e prevenção à Covid e 400 milhões de dólares para pesquisa, desenvolvimento e produção da vacina de Oxford no Brasil.

Sobre queimadas no Pantanal e na Amazônia, o presidente disse que “somos vítimas de campanha brutal de desinformação”.

“A Amazônia brasileira é sabidamente riquíssima. Isso explica o apoio de instituições internacionais a essa campanha escorada em interesses escusos que se unem a associações brasileiras, aproveitadoras e impatrióticas, com o objetivo de prejudicar o governo e o próprio Brasil. Somos líderes em conservação de florestas tropicais. Temos a matriz energética mais limpa e diversificada do mundo”, argumentou Bolsonaro.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM