Mulheres são as maiores vítimas do coronavírus nos municípios do Alto Tietê

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Foto: Governo do Estado de São Paulo

As mulheres são maioria entre os casos confirmados de Coronavírus na Região. Levantamento feito pelo Condemat (Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê) mostra, ainda, que há 1 vítima criança e 2 idosos, que a maioria dos pacientes está em isolamento domiciliar e dois já estão recuperados. As informações são das Vigilâncias Epidemiológicas Municipais.

O perfil das vítimas de Coronavírus no Alto Tietê foi elaborado com base nas estatísticas registradas até 14 horas desta quarta-feira, 25,, as quais apontam 26 casos confirmados em seis cidades da Região – Arujá (1), Ferraz de Vasconcelos (2), Guarulhos (12), Mogi das Cruzes (9), Poá (1) e Suzano (1).

Dessas 26 pessoas infectadas pela Covid-19, 15 são mulheres (57,6%) e 11 homens. No grupo feminino, há uma idosa de 64 anos e as outras pacientes têm 19, 23, 25, 30,31, 33, 35, 37 (2), 39, 43, 48, 49, 54. O grupo masculino tem uma criança de 6 anos, um idoso de 66 anos e os demais têm 18, 20, 35, 37, 38, 44, 48, 54, 56.

Dos 26 pacientes, 3 permanecem hospitalizados, sendo 2 deles em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) – a moradora de Ferraz de Vasconcelos de 33 anos, que foi o primeiro caso confirmado em todo o Alto Tietê, em 11 de março, e um morador de Mogi das Cruzes, de 66 anos.

Há 2 pacientes que precisaram de internação, mas tiveram alta hospitalar nesta semana e permanecem em isolamento domiciliar, assim como outros 19 infectados que não chegaram a ser hospitalizados. Por fim, há 2 casos considerados recuperados pelas autoridades de saúde de Mogi das Cruzes – a criança de 6 anos e uma mulher de 54 anos.

Vítimas fatais

Dos óbitos registrados no Estado de São Paulo – eram 40 até terça-feira – a maioria é de pessoas com mais de 60 anos, mas há no grupo também um homem de 33 anos e uma mulher de 48 anos.

Na região do Condemat, há mortes suspeitas por coronavírus em Mogi das Cruzes e Santa Isabel, mas que não constam nas estatísticas oficiais porque os resultados de exames com a confirmação da causa de óbito ainda não foram liberados.

Na última terça-feira, a Secretaria de Estado da Saúde listou a morte de uma idosa de 85 anos de Guarulhos, porém, esse óbito ainda não foi confirmado pela Vigilância Epidemiológica Municipal e pelo Grupo de Vigilância Epidemiológica Estadual – Regional Mogi das Cruzes.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram

Comentários...

Veja também...

- PUBLICIDADE -