Error: Embedded data could not be displayed.
Error: Embedded data could not be displayed.
Error: Embedded data could not be displayed.
Error: Embedded data could not be displayed.

MTST afirma que reintegrações na cidade podem subir déficit habitacional para 300 mil famílias

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Guarulhos
Foto: Divulgação/MTST
Error: Embedded data could not be displayed.

Movimento marcou um ato, nesta quarta-feira, às 13h, na Praça Getúlio Vargas contra reintegração determinadas pela Justiça

O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto em Guarulhos (MTST) realiza nesta quarta-feira, 2, um protesto, na Praça Getúlio Vargas, às 13h, para cobrar a Prefeitura de Guarulhos sobre uma medida contra reintegrações de posse que possam acontecer na cidade e podem aumentar déficit de moradia de 170 mil para 300 mil famílias.

“Todas as ações no Ministério Públicos passam de 92 áreas com pedidos de remoção que não foram cumpridos pela Prefeitura. Existe um Termo de Ajuste de Conduta com o ministério público que não foi cumprido e o Tribunal de Justiça determinou que seja cumprido punindo o povo com reintegração de posse”, disse Zelidio Barbosa Lima, coordenador do MTST em Guarulhos.

De acordo com Zelidio, existem tanto áreas municipais quanto estaduais com pedidos de reintegração que podem deixar pessoas nas ruas.

No caso das municipais, existem áreas como a comunidade Ponte Alta, Morro do Piolho, Belo Paraíso, que juntas somam mais de 200 famílias que moram nestes locais e podem ficar sem teto. Já no caso estadual, na comunidade do Padre Bento, são 75 famílias.

Zelidio acusa a Prefeitura de não construir moradias e atendes famílias que precisam de um local para viver. “O déficit de moradia já passa de 170 mil famílias abandonadas e pode crescer muito na hora que começar este despejo”, explicou Zelidio.

A reportagem questionou a Prefeitura sobre a construção de moradias. A administração municipal afirmou que não está construindo moradias em razão de não haver programas federais e estaduais para viabilizar tais construções.

“A pandemia reduziu a arrecadação em todos os âmbitos, dificultando ainda mais a construção de moradias”.

Até o momento, não há uma proposta governamental, em nenhuma esfera, que resolva este problema de Guarulhos.

Error: Embedded data could not be displayed.
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram

Veja também...

Error: Embedded data could not be displayed.
Error: Embedded data could not be displayed.