fbpx
PUBLICIDADE

Motociclista morre após ser atropelado por carro na contramão no Presidente Dutra

Foto: Reprodução/RecordTV
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Condutor e mais dois jovens que provocaram o acidente estavam alcoolizados, relata a família da vítima

O motociclista Roberto Carlos de Lima, de 53 anos, morreu após ser atingido por um carro que estava na contramão e em alta velocidade, na avenida Papa João Paulo I, no Jardim Presidente Dutra. A vítima que voltava para a casa depois do trabalho foi arrastado pelo veículo e teve a perna amputada com o impacto. 

O caso ocorreu na noite do feriado de 7 de setembro e ganhou repercussão após relato da filha Amanda Soares nas redes sociais, e exibição no programa Balanço Geral, da RecordTV.

“Eu peço do fundo do meu coração, como uma filha que jamais imaginaria passar por isso alguma vez, pela memória do meu pai, pra que casos assim não aconteçam nunca mais, que esse acontecimento vire notícia. No último dia 7 de setembro meu pai que é motociclista estava voltando pra casa após o trabalho e foi atropelado, arrastado e assassinado por três irresponsáveis, dirigindo completamente alcoolizados. Eles postaram fotos nas suas redes sociais ingerindo bebidas alcoólicas literalmente o dia inteiro”, escreveu Amanda. 

Os três jovens que provocaram o acidente e a morte de Lima estavam alcoolizados, segundo a filha. Ela conseguiu por conta própria imagens do acidente. Dois rapazes fugiram sem prestar socorro e “o único que não fugiu, só não fugiu porque não conseguiu de tão bêbado que estava”, disse Amanda.  

A vítima chegou a ser socorrida e passou por cirurgias, mas não resistiu aos graves ferimentos e morreu no dia 15 de setembro.

Lima era comerciante e estava casado havia mais de 30 anos. Ele deixou a esposa e filhos.  

Apenas um dos jovens foi encaminhado ao 7º DP no dia do acidente, mas foi liberado em menos de 12 horas. Ninguém foi preso. 

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM