fbpx
PUBLICIDADE

Metrô assinará contrato de projeto da linha que ligará o Bosque Maia ao Anhangabaú

metrô - trem
Foto: Governo de SP
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Linha 19-Celeste terá 17,6 km de extensão e 15 estações sendo 5 delas em Guarulhos: Itapegica, Dutra, Vila Augusta, Guarulhos, Bosque Maia

O contrato para a elaboração do Projeto Básico da Linha 19-Celeste, no trecho que vai ligar o Bosque Maia, em Guarulhos, à estação Anhangabaú, no centro de São Paulo, será assinado nesta terça-feira (21) pelo governador em exercício, Rodrigo Garcia, o Secretário dos Transportes Metropolitanos, Paulo Galli, e o Presidente do Metrô de São Paulo, Silvani Pereira.

O Projeto Básico é um dos mais importantes para a implantação de uma linha de metrô, definindo o formato final do traçado da linha e das estações, servindo para a contratação do projeto executivo e das obras, além do modelo de captação de recursos financeiros.

No primeiro trecho, a Linha 19-Celeste terá 17,6 km de extensão, com um total de 15 estações: Bosque Maia, Guarulhos, Vila Augusta, Dutra, Itapegica, Jardim Julieta, Jardim Brasil, Jardim Japão, Curuçá, Vila Maria, Catumbi, Silva Teles, Pari, São Bento e Anhangabaú.

A expectativa de passageiros é de 630 mil por dia, com tempo de viagem estimado em menos de 30 minutos. A linha deve ser gerida pela iniciativa privada, similar ao controle da Via Quatro na Linha 4-Amarela.

A obra deve custar em torno de R$ 15 bilhões e ainda não há previsão para o início das obras. Pelo menos 40 trens devem estar à disposição do trajeto.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM