Error: Embedded data could not be displayed.
Error: Embedded data could not be displayed.
Error: Embedded data could not be displayed.
Error: Embedded data could not be displayed.

Menina de 10 anos grávida após estupro fará aborto em outro estado após negativa

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Foto: Divulgação/Hucam
Error: Embedded data could not be displayed.

Mesmo com decisão judicial, hospital do Espírito Santo disse não ter protocolo para tal atendimento, que será realizado em outro estado

A menina de 10 anos que está grávida após um estupro, cujo principal suspeito é o tio, teve teve o pedido de procedimento de aborto negado pelo Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes (Hucam), mesmo após decisão judicial.

O caso ocorreu em São Mateus, no Espírito Santo, após a menina dar entrada em um hospital e os médicos perceberem o volume da barriga. O teste de gravidez, então, deu positivo.

De acordo com informações do portal UOL, o Hucam não possui protocolo para realizar abortos. O hospital é vinculado à Universidade Federal do Espírito Santos (Ufes).

O principal problema para o aborto da menina seria impeditivo o fato de a criança estar grávida há cinco meses, e não três, como havia sido informado.

Com a negativa, a menina viajou para outro estado, acompanhada de uma representante da Secretaria de Saúde do Espírito Santos (Sesa), onde realizará o aborto em um local sob sigilo.

O tio da menina, de 33 anos, acusado do crime, está foragido e ainda não foi encontrado.

No Brasil, um aborto pode ser realizado no serviço público de saúde caso a gravidez tenha ocorrido por conta de um estupro ou em situações de risco para a mãe ou de anencefalia do feto.

Error: Embedded data could not be displayed.
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram

Veja também...

Error: Embedded data could not be displayed.
Error: Embedded data could not be displayed.