fbpx
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Martello destitui Ticiano Americano da Comissão de Justiça e Redação

Foto: Divulgação/Câmara de Guarulhos
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Disputa pela Presidência da Câmara acirra ainda mais os ânimos no Legislativo

O presidente da Câmara Municipal, Fausto Miguel Martello (PDT), destituiu o vereador Ticiano Americano (Cidadania) da presidência da Comissão de Justiça e Redação (CJR), no início da sessão desta segunda-feira (13). A situação causou furor em vereadores da base governistas, que solicitaram a suspensão dos trabalhos para uma reunião entre os parlamentares.

Na última sexta-feira (10), Ticiano ingressou com representação criminal contra Martelo no Ministério Público do Estado de São Paulo, por falsidade ideológica e improbidade administrativa. Ambos querem a presidência do Legislativo na gestão 2023/2024.

Martello conseguiu aprovar projetos para alterar o Regimento Interno da Casa de Leis e a Lei Orgânica do Município para autorizar a reeleição da Mesa Diretora, algo inédito na história do Legislativo. Ticiano, que quer sucedê-lo, não deu parecer nos projetos e argumenta que as propostas foram votadas e aprovadas com pareceres falsos.

Para destituir o rival da CCJ, Martelo argumentou o descumprimento do artigo 118 do Regimento Interno, que determina que os pareceres das comissões devem ser emitidos em até 10 dias.

“Ticiano está destituído. Mais uma para ele judicializar. Colocar outro membro para a CCJ trabalhar”, disse.

Os vereadores da base governistas ficaram indignados com a posição de Martello. Geleia Protetor (PSDB) começou a gritar:

“O senhor (Martello) é o dono da Câmara? Isso aqui é ditadura?”, esbravejou.

Ticiano não estava na sessão durante o anúncio da destituição da CCJ.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM