fbpx
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Juiz de Guarulhos rejeita progressão de pena para transexual que matou criança

Foto: Reprodução/TV Globo
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Suzy Oliveira ficou conhecida por ter recebido um abraço do médico Drauzio Varella

O juiz Adjair de Andrade Cintra, da Vara de Execuções Criminais de Guarulhos, negou o pedido feito pela defesa da transexual Suzy Oliveira, para progredir para o regime semiaberto. Ela está presa na Penitenciária José Parada Neto, em Guarulhos.

Suzy ficou conhecida por ter recebido um abraço do médico Drauzio Varella, em uma reportagem do Fantástico, da Rede Globo, em 2020. Na ocasião, a pauta era o isolamento dos transexuais no sistema penitenciário brasileiro.

O caso ganhou repercussão nacional, já que Suzy foi condenada abusar e matar uma criança de nove anos, em 2010, no bairro União de Vila Nova, em São Paulo. Varella chegou a pedir desculpas para a família da vítima pelo episódio.

De acordo com a revista Veja, o juiz guarulhense destacou que a presidiária não teve resultado satisfatório no teste psicológico.

“Se concluiu ser prematura a concessão do benefício pretendido, pois o sentenciado não demonstra possuir maturidade suficiente para o cumprimento da pena no regime intermediário”, avaliou.

O laudo revela ainda que Suzy possui atitudes infantis e senso ético comprometido.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM