fbpx
PUBLICIDADE

Imbróglio impede início das obras do monotrilho do Aeroporto de Guarulhos

Foto: AeroGRU
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Ligação direta entre a Linha 13-Jade da CPTM e o aeroporto ainda sofre impasse

A desejada implantação do monotrilho, chamado de People Mover, para fazer a ligação ferroviária entre o Aeroporto Internacional de Guarulhos e a Linha 13-Jade da CPTM está longe de sair do papel. A GRU Airport, concessionária do empreendimento, informou ao Tribunal de Contas da União (TCU) que não pode executar o serviço sem garantia de que não será prejudicada.

De acordo com o portal Metrô CPTM, a proposta vencedora da concorrência, do consórcio AeroGRU (Aeromovel, TB, FBS e TSEA), possui problemas técnicos, na avaliação da GRU Airport. A concessionária prefere o projeto da empresa austríaca Doppelmayr, que é mais caro.

Pelas regras do TCU, a GRU Airport precisa escolher o modelo mais barato, que terá custos abatidos da outorga paga ao Governo Federal pela gestão do aeroporto. A concessionária solicitou ao órgão federal que a União assuma os riscos financeiros por problemas que venham a ocorrer com a proposta da AeroGRU.

Por sua vez, a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) insiste que a ligação entre o aeroporto e a CPTM deve ser executada pela GRU Airport. O projeto deveria ter ficado pronto até a Copa do Mundo de 2014, mas nunca saiu do papel.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM