fbpx
PUBLICIDADE

Haddad visita Guarulhos e promete diálogo com Guti

Foto: Wellington Alves
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Pré-candidato do PT lidera as pesquisas para o Governo do Estado e indica desistência de Márcio França

O pré-candidato ao Governo do Estado pelo PT, Fernando Haddad, cumpriu agenda em Guarulhos nesta quinta-feira (30). Foi o primeiro dia de atividades políticas dele, após se licenciar do cargo de professor na USP (Universidade de São Paulo). Ele disse que, caso eleito, irá manter o diálogo com Guarulhos, apesar de o atual prefeito da cidade, Guti (PSD), ter declarado voto contrário a ele e ao ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva.

Haddad tomou café da manhã com lideranças políticas, movimentos sociais e sindicatos no Sindicato da Construção Civil, visitou o Instituto Federal de Guarulhos, na Vila Rio de Janeiro, que ele inaugurou quando foi ministro da Educação e almoçou com trabalhadores da Furp (Fundação para o Remédio Popular) no Armazém May. Depois, visitou o Instituto de Saúde da Mulher, no Parque Renato Maia, conversou com o bispo de Guarulhos, dom Edmilson Amador Caetano, e concedeu entrevista coletiva no Sindicato dos Aeroviários, no Centro.

“Vou tratar o prefeito de Guarulhos com a dignidade que ele merece. Ele (Guti) pode ter a opinião dele, que eu lamento. Talvez politicamente ele tenha uma ideia de sociedade civil organizada diferente do que eu tenho. Depois da eleição, vamos nos sentar à mesa com dois governantes que têm as suas responsabilidades. Ele não precisa se preocupar com retaliação. Penso primeiro no idoso, na criança e no trabalhador que precisa do Estado”, disse.

Em relação as últimas derrotas do PT em Guarulhos, desde 2014, ele disse que se tratam de momentos históricos que não devem ser repetidos.

“O Elói (Pietá) foi um dos maiores prefeitos da história de Guarulhos e viveu na pele o que aconteceu em 2016. O Elói não pode perder eleição aqui nunca pelo que fez. Um homem que abraça cada morador dessa cidade e não foi para o segundo turno. Passei o mesmo em São Paulo. E o Doria? Cadê? Isso foi um momento da história do país, de transtorno, que as instituições estavam completamente fora do plumo. Um juiz que persegue o maior líder do país com o apoio de setores retrógrados que não compreendem o valor da democracia”, comentou

Em relação ao Metrô, Haddad criticou a Linha 19-Celeste, prevista para Guarulhos, não ter sido sequer licitada. Ele disse que vai rever a origem e destino das linhas de ônibus da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) para reduzir o tempo de viagem entre Guarulhos e São Paulo. Ele destacou ainda que a cidade tem também problemas sérios de tratamento de esgoto.

Questionado sobre o candidato a vice na chapa, o petista disse que espera a definição do PSB. Ele comentou que o ex-governador Márcio França (PSB) indicou que deve desistir de concorrer ao Estado para disputar o Senado Federal.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM