PUBLICIDADE

Anterior
Próximo

PUBLICIDADE

Anterior
Próximo

Guti quer reabrir comércio em Guarulhos na segunda semana de junho

Foto: Reprodução/Facebook
Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

PUBLICIDADE

Flexibilização da quarentena será em bloco com outras cidades

O prefeito de Guarulhos, Guti (PSD), informou nesta sexta-feira (29) que a reabertura dos comércios não essenciais na cidade pode acontecer a partir da segunda semana de junho. Para isso, o governo municipal espera anunciar a locação de novos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de hospitais particulares até a próxima terça-feira (2).

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Hoje, Guarulhos tem 92% de ocupação de leitos de UTI, sendo 100% dos municipais e 85% dos estaduais. A ideia é reduzir a utilização para 70% na próxima semana, o que garantia segurança para a reabertura econômica.

Guarulhos possui 266 óbitos registrados pela covid-19 e mais de 2,6 mil infectados. Guti quer reabrir a cidade junto com a capital paulista e as demais do Alto Tietê. Na opinião dele, é a única forma de garantir a segurança dos guarulhenses.

“O contágio pelo coronavírus em São Paulo é maior. Se lá abrir, os guarulhenses vão para lá e terão mais chances de serem infectados”, explicou. Apesar da liberação do Governo do Estado para retomada dos comércios não essenciais na capital paulista, o prefeito Bruno Covas (PSDB) informou que vai aprovar primeiro uma série de protocolos e não definiu uma data para que a medida passe a ser válida.

Hoje, o Estado comunicou que Guarulhos foi inserida na região Alto Tietê e poderá ser reaberta junto com as cidades. Como o município tem quase 40 km de fronteira com a capital paulista, Guti quer reabrir o comércio no mesmo dia que São Paulo.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE