Guti indica que vai ignorar Doria e reabrir Guarulhos em junho

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Foto: Reprodução/Facebook

Prefeitura quer aumentar em até 30% leitos de UTI com locações em hospitais privados

O prefeito de Guarulhos, Guti (PSD), afirmou que não vai aceitar a imposição do governador João Doria (PSDB) de flexibilizar a abertura dos comércios apenas na capital paulista. Em live no Facebook, nesta quarta-feira (27), ele prometeu liberar setores a partir do aumento dos leitos disponíveis de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), que serão locados de hospitais particulares.

Hoje, Guarulhos tem quase 100% dos leitos de UTI ocupados. Guti quer reduzir essa taxa para até 70%, para ter maior segurança para liberar a retomada do comércio. “Estamos em vias de conseguir locação de leitos da rede privada”, afirmou.

Segundo Guti, a taxa de infecção do coronavírus na capital paulista é de 3,78 a cada mil habitantes, superior a Guarulhos, que é de 1,58 a cada mil. Ele considera injusta a decisão de Doria, que libera os comércios na capital no dia 1º de junho, enquanto Guarulhos e os demais municípios da Região Metropolitana precisariam seguir em quarentena até 15 de junho.

“Não tem sentido. O coração (São Paulo) abre e o entorno não. É muito estranho”, reclamou Guti. Ele garantiu que na sexta-feira (29) divulgará o plano de retomada de Guarulhos, que será efetivado com a disponibilidade dos leitos de UTI, e ignorar a restrição imposta por Doria.

Segundo o governo estadual, Guarulhos registrou 228 mortes pela covid-19. Já a capital paulista teve 3.691 óbitos.

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram

Comentários...

Veja também...

- PUBLICIDADE -