PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Guarulhos não registra falta de vacina da AstraZeneca para a segunda dose

vacina fiocruz oxford astrazeneca
Foto: reprodução/facebook/fiocruz
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

Em São Paulo, ausência do AstraZeneca faz com que a vacina da Pfizer seja utilizada para complementar a imunização

A Secretaria Municipal de Saúde informou, nesta segunda-feira (13), que em Guarulhos não houve nenhum problema de falta de disponibilidade da segunda dose da vacina contra a covid-19, independentemente do fabricante, ao contrário do que tem sido verificado nas últimas semanas na cidade de São Paulo e em outros Estados, que estão sem AstraZeneca.

A pasta afirma que, com a chegada de mais imunizantes ao longo desta semana, a vacinação continuará sem intercorrências em Guarulhos.

De acordo com a Prefeitura, as doses estão garantidas por causa do “rígido controle do estoque e da distribuição das três vacinas que demandam segunda dose (Coronavac, AstraZeneca e Pfizer), o que passa pelo Departamento de Vigilância em Saúde e por todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS), além de eventuais mutirões em CEUs espalhados pela cidade”.

Em Guarulhos não se utilizam as vacinas reservadas para a segunda dose na primeira aplicação. Além disso, o sistema de agendamento de vacinação permite um controle maior na aplicação da segunda dose.

“Não é fácil realizar esse controle e organizar a logística em um município grande como Guarulhos, mas temos uma equipe muito empenhada e competente em toda a rede”, afirma Valeska Zanetti Mion, diretora municipal de Vigilância em Saúde.

A cidade de São Paulo, por exemplo, não implantou o esquema de agendamento, o que em determinados dias ocasionou um excesso de pessoas nas UBS, situação em que é mais fácil perder o controle sobre as doses aplicadas, além de gerar aglomerações. A capital paulista tinha, até sexta-feira (10), cerca de 200 mil pessoas com a segunda dose da vacina AstraZeneca em atraso por falta de imunizantes nos postos de saúde. Os estados do Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul também ficaram sem doses para a segunda aplicação.

Até o momento a Prefeitura já aplicou 1.484.227 imunizantes contra a covid, sendo 959.826 da primeira dose, 486.690 da segunda e 37.123 da dose única (Janssen). Houve ainda 588 terceiras doses aplicadas em idosos.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE