PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

Guarulhos é a segunda cidade do Estado com mais roubo de motos

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Foto: Jcomp/Freepik

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

Estudo da Fecap aponta recorrência desse crime na cidade

Por conta da pandemia de covid-19, o número de motos roubadas teve queda significativa. Ainda assim, o Boletim Econômico Tracker-FECAP, um levantamento realizado pela Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (FECAP), em parceria com a empresa Tracker, confirma que Guarulhos segue como a segunda cidade do Estado com mais incidência desse crime.

Entre os meses de março e agosto de 2020, foram registradas em média 970 ocorrências de roubo por mês, uma redução de 14,16% em comparação ao mesmo período de 2019, que teve média mensal de 1.130 roubos.


A capital paulista lidera o ranking de roubos, com 52,49% das ocorrências registradas. Guarulhos (6,16%), Campinas (6,03%) e Diadema (4,96%). No caso dos furtos de motocicletas, Guarulhos fica em 10º lugar, com 1,42% das ocorrências.

Os furtos nos bairros mais periféricos ocorrem principalmente na madrugada. Por outro lado, a grande maioria dos furtos nos bairros nobres não possuem um período exato para ocorrer. Estão bem distribuídos entre manhã, à tarde ou à noite“, destaca o coordenador do Departamento de Pesquisas em Economia do Crime FECAP, Erivaldo Costa Vieira.

Número de roubos

Entre março a agosto de 2020 foram registradas em média 970 ocorrências de roubo de motos por mês no Estado de São Paulo, ao passo que, no mesmo período de 2019, a média de registros foi de 1.130 roubos, uma redução de 14,16% no período, possivelmente explicada pela menor circulação de veículos provocada pelas medidas de isolamento social.

O total de roubos desses tipos de veículos, no segundo quadrimestre do 2020 foi de aproximadamente 3.494 registros. Quando a comparação é feita com o mesmo período do ano passado, observa-se uma queda de 21,06%. A redução é ainda mais significativa em relação ao quadrimestre anterior, com cerca de 23,29% de retração.

No período anterior às medidas mais restritivas de quarentena, o número de ocorrências de roubo de motocicletas apresentou crescimento significativo nos meses de janeiro (5%), fevereiro (11%) e março (12%) na comparação com os mesmos meses de 2019.

Os roubos de motociclos e motonetas apresentaram queda de aproximadamente 5,68% no mês de agosto de 2020, em um comparativo direto com o mês anterior. Na análise com o mesmo período do ano passado, a queda é ainda maior, registrando redução de 10,67% nas ocorrências.

A pesquisa identificou ainda que, em um período de 24 meses, por volta de 30 mil ocorrências de roubo de motocicletas (incluindo motonetas) foram registradas em todo o Estado de São Paulo. Os dados também revelam que, no acumulado dos 24 meses, mais da metade dos roubos ocorreram durante o período noturno (53,53%), seguido da tarde (16,76%), madrugada (16,24%), manhã (13,33%) e hora incerta (0,14%).

O comportamento desta modalidade de crime durante o ano de 2020 não apresenta grandes diferenças em relação aos valores reportados.

Cidades com mais roubos de janeiro a agosto de 2020

  • São Paulo (52,49%)
  • Guarulhos (6,16%)
  • Campinas (6,03%)
  • Diadema (4,96%)
  • Santo André (4,56%)
  • São Bernardo do Campo (3,70%)
  • Mauá (2,97%)
  • Osasco (2,78%)
  • Suzano (2,24%)
  • Ribeirão Preto (2,15%)

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

PUBLICIDADE