fbpx
PUBLICIDADE

Governo Lula estuda propor aeromóvel para ligar trem do aeroporto até Bonsucesso

Marcopolo Rail
Foto: Divulgação
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Segundo ministro, governo federal precisa confirmar viabilidade do aeromóvel para o trecho e abrir conversa com o Governo do Estado

Durante a visita de ministros a Guarulhos no último sábado (3), o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, e o deputado federal Alencar Santana (PT) afirmaram que o governo federal estuda a viabilidade da implantação de um aeromóvel para ligar a estação Aeroporto da CPTM aos bairros de Pimentas e Bonsucesso.

O modelo do aeromóvel seria similar ao que está em implantação para ligar a estação de trem até os terminais de passageiros do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em Cumbica, translado que atualmente é feito por meio de ônibus.

“A gente tem a expertise agora do aeromóvel, tecnologia brasileira, fundamental, e estamos querendo discutir essa nova ampliação, que seria de Guarulhos, todo o trecho do aeroporto para integrar toda a região”, afirmou o ministro.

De acordo com Costa Filho, o governo federal estaria disposto a investir até R$ 1 bilhão para a realização dessa obra. O deputado Alencar afirmou que parte desse valor poderia ser oriundo da outorga paga pela GRU Airport, concessionária que administra o aeroporto de Guarulhos.

“Eu levei a ideia da questão da ligação do trem [pelo aeromóvel] até Pimentas-Bonsucesso, que é um movimento antigo nosso, e estamos discutindo como alternativa fazer nesse modelo. Vamos fazer um estudo de demanda para ver se ele comporta atender o bairro, a cidade de fato. É isso que estamos dialogando com o Ministério de Portos e Aeroportos, porque nós queremos que a própria GRU faça parte da obra. Parte da obra seria feito por ela”, afirmou Alencar.

Tanto o ministro quanto o deputado ressaltaram que seria necessário discutir a implantação desse modelo com o governador Tarcísio de Freitas, já que a concessão e a gestão de trens e metrôs no estado é de competência estadual e não federal.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM