fbpx
PUBLICIDADE

Governador de Pernambuco pede acompanhamento de feridos pela PM em protestos contra Bolsonaro

Jonas Correia após ser atingido no olho por bala de borracha (Foto: Reprodução internet)
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Dois homens foram atingidos por tiros de bala de borracha, no último sábado (29), disparados pela Polícia Militar

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, determinou que a Secretaria de Direitos Humanos do estado faça o acompanhamento da assistência de saúde que está sendo prestada a dois homens que foram feridos pela Polícia Militar, no sábado (29), durante protestos realizados contra o governo Bolsonaro, em Recife. Em todo o país e no exterior foram registrados atos pedindo o impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido)e exaltando a ciência e a vacinação.

Segundo Câmara, o processo de indenização das vítimas também será iniciado pela procuradoria do estado. Jonas Correia de França e Daniel Campelo da Silva foram atingidos nos olhos por tiros de bala de borracha disparados por policiais que faziam uma operação de dispersão do público. Eles estão internados no Hospital da Restauração, na capital.

No sábado, o comandante da operação foi afastado das funções, além dos policiais que jogaram spray de pimenta no rosto da vereadora Liana Cirne (PT), que também participava do ato. A Corregedoria da Secretaria de Defesa Social já iniciou o procedimento de tomada de depoimentos dos envolvidos.

(Por Agência Brasil)

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM