fbpx
PUBLICIDADE

“Foi uma briga familiar corriqueira”, disse a filha que assassinou o pai com barra de ferro

Foto: Reprodução/Internet
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Crime ocorreu em condomínio da avenida Timóteo Penteado, na Vila Progresso. Um homem ficou ferido

Após assassinar o pai, Oscar Shigueru Yanagui, 78 anos, na tarde desta terça-feira (28), Lucilene Yukie Yanagui, de 51 anos, contou à polícia que o crime ocorreu durante “uma briga familiar corriqueira”. O caso foi publicado com exclusividade pela reportagem do GRU Diário em parceria com a página Cumbica e Região.

O idoso foi assassinado pela filha com golpes de ferro. Apesar do depoimento de Lucilene, o motivo da discussão que culminou na morte de Oscar está sendo investigado.

"Foi uma briga familiar corriqueira", disse a filha que assassinou o pai com barra de ferro
Local onde ocorreu o crime (Foto: Reprodução/Google Maps)

Brigas constantes

Pai e filha viviam há cerca de 10 anos no condomínio localizado na Avenida Timóteo Penteado, na Vila Progresso. Vizinhos relataram que os dois tinham uma relação conturbada. As brigas eram constantes e intensas e, por vezes, os moradores chamavam a polícia para apartar a briga entre os dois.

“Sempre teve briga e atrito entre os dois no apartamento”, disse o síndico do prédio em entrevista ao portal R7.

A Polícia Civil disse ao GRU Diário que no dia do crime um morador relatou ter ouvido gritos e, ao entrar no apartamento, encontrou Lucilene em cima da vítima com uma barra de ferro.

Outro homem que também estava no apartamento ficou ferido. Ele foi encontrado deitado com ferimentos nos olhos, nos braços e um corte na bochecha.

A vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no apartamento. Lucilene foi presa em flagrante e segue à disposição da Justiça.

O caso foi registrado como homicídio pelo 1º Distrito Policial de Guarulhos, que requisitou perícia.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM