fbpx
PUBLICIDADE

Eva Wilma morre aos 87 anos vítima de câncer

Eva Wilma
Foto: Globo/Alex Carvalho
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Atriz global tem entre seus papéis mais marcantes Dona Altiva, de A Indomada

A atriz Eva Vilma morreu neste sábado (15), aos 87 anos, vítima de um câncer de ovário. Ela estava internada no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, desde abril.

A atriz começou sua carreira no teatro aos 19 anos, no Ballet do IV Centenário de São Paulo, em 1953.

De acordo com a memória de artistas da Globo, Vivinha, como é chamada pelos amigos, começou a atuar no Teatro de Arena e seguiu para a TV Tupi, onde foi estrela de muitas novelas nos anos 1970.

No fim dos anos 1960, chegou a fazer um teste para o filme Topázio, de Alfred Hitchcock, mas não chegou a ser escalada, porém, fez sólida carreira na Globo.

Entre mocinhas e vilãs, teve como mais marcantes a Dra. Martha do seriado Mulher (1998/1999); e a perversa Altiva, de A Indomada (1997). Viveu também Íris, em Fina Estampa, novela de 2011 que foi reprisada em 2020, durante a pandemia de Covid-19 – quando a emissora interrompeu a gravação de novelas e programas de entretenimento –, e, em 2015, deu vida à Dona Fábia, na novela Verdades Secretas.

Ela também interpretou as irmãs Ruth e Raquel na primeira versão de Mulheres de Areia, em 1973.

A informação da morte foi confirmada pela assessoria de imprensa da atriz.

“A expressão artística tem uma ligação com a divindade. A matéria-prima do ator, além do físico, é a imaginação. Essa criatividade está dentro e fora. Acho que tem um dedinho de Deus no meio disso”

Eva Wilma

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM