fbpx
PUBLICIDADE

Estado instala Centros de Triagem para atendimento de casos suspeitos

Foto: Agência Brasil
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Estruturas temporárias serão ativadas em hospitais estratégicos da Capital, reforçando a rede de assistência; unidade do Emílio Ribas começa a funcionar até o dia 30.

O Governador João Doria anunciou nesta segunda-feira (23) que o Governo do Estado de São Paulo ativa nesta semana Centros de Triagem e Atendimento a Suspeitos de coronavírus, montados em espaços móveis que ficarão alocados em hospitais estaduais estratégicos da Capital.

A finalidade é garantir que pessoas com sintomas leves, similares aos provocados pelo novo coronavírus, como coriza, febre e tosse, sejam atendidos com mais agilidade e sem entrada no ambiente hospitalar, destinado ao atendimento aos casos graves da doença.

“Criamos hoje uma rede de triagem com cinco centros, em conjunto com a Prefeitura de São Paulo, para atendimento aos suspeitos do COVID-19”, afirmou Doria.

Serão cinco unidades do tipo que serão instalados no Instituto de Infectologia Emílio Ribas, Conjunto Hospitalar do Mandaqui, Hospital Geral de Vila Penteado, Hospital Ipiranga e Hospital Geral de Guaianazes.

“Embora estes hospitais sejam de alta complexidade e da rede de referência que preparamos para atender casos de COVID-19, muitas pessoas procuram estes serviços de forma espontânea. Por isso, decidimos montar essas estruturas temporárias, que vão contribuir para organizar e atender a demanda com mais agilidade”, disse o Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann.

Cada espaço tem cerca de 100 metros quadrados, com estrutura para três consultórios, duas salas para medicação ou procedimentos e sala de espera com capacidade para até 18 pessoas, copa e três banheiros. Todos os ambientes são climatizados. O investimento é de R$ 308,2 mil para locação das unidades, por um período de seis meses.

O primeiro Centro de Triagem será ativado no Instituto de Infectologia Emílio Ribas e começará a funcionar até o próximo dia 30. Na primeira quinzena de abril, está prevista a ativação no Penteado, Mandaqui, Ipiranga e Guaianazes.

Protocolo de atendimento

Conforme fluxo definido pelo Ministério da Saúde, o paciente que apresentar sintomas de COVID-19 deve procurar uma unidade da rede primária de saúde, como uma UBS (Unidade Básica de Saúde), para atendimento inicial. O mesmo poderá ocorrer nos Centros de Triagem, se houver demanda espontânea.

Caso o profissional de saúde não identifique quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), o paciente será orientado quanto à necessidade de permanecer em isolamento domiciliar até o final dos sintomas, com prescrição de remédio para melhora clínica, como antitérmicos.

Se for caracterizada a SRAG, o paciente será direcionado à internação para tratamento em leito de enfermaria ou UTI, com suporte clínico de acordo com a necessidade específica. A coleta de amostra para diagnóstico só é indicada aos casos graves, conforme definição do COE-SP (Comitê de Operações de Emergência) e do Centro de Contingência de Coronavírus do Estado de SP.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM