fbpx
PUBLICIDADE

Estado anuncia construção de 438 moradias populares em Guarulhos

CDHU Pimentas
Foto: Jean Franco
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Obras serão realizadas pelo Programa Casa Paulista

Nesta quinta-feira (18), a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação anunciou a liberação de R$ 69 milhões do Programa Casa Paulista, modalidade Carta de Crédito Individual, para fomentar a construção de 6.257 moradias populares em 21 municípios. Guarulhos foi contemplado com 438 unidades habitacionais.

Os empreendimentos contam com apoio do Governo Federal e iniciativa privada, totalizando investimentos no valor aproximado de R$ 1 bilhão. A expectativa é que sejam gerados mais de 19 mil empregos durante as obras.

Pela primeira vez desde a criação do programa, os municípios com maior incidência de áreas de risco foram priorizados para receber os conjuntos.

“Esse investimento para a construção de moradias para pessoas de baixa renda diminui a pressão sobre as moradias existentes nas cidades, ou seja, teremos menos pessoas buscando áreas de risco para se estabelecer quando nós temos uma oferta habitacional de uma forma organizada e a baixo custo”, disse o secretário de Habitação, Marcelo Cardinale Branco.

Os recursos serão disponibilizados na forma de subsídio para que famílias de baixa renda tenham acesso à casa própria. O cadastramento para empresas privadas interessadas na construção de casas populares no Estado de São Paulo esteve aberto entre os dias 5 e 30 de abril.

Para participar do programa o empreendimento deve estar com contratação validada pela Caixa Econômica Federal, no âmbito de financiamentos CAIXA-FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

Programa Casa Paulista

O Casa Paulista – Carta de Crédito Individual é um programa de fomento que concede subsídios às famílias com renda de até três salários mínimos, para adquirirem unidades habitacionais nos empreendimentos autorizados pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação, no âmbito de financiamentos CAIXA-FGTS.

A demanda é aberta a todos que se enquadrarem nos critérios do programa e devidamente aprovada pela Caixa Econômica Federal, que concede o financiamento habitacional das moradias.

O valor do subsídio varia entre R$ 10 mil e R$ 16 mil, de acordo com a localização do imóvel. O comprador pode contar ainda com subsídios federais e utilizar o FGTS no financiamento habitacional, quando disponível. Desta forma, o valor das prestações fica compatível com a capacidade de pagamento das famílias.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM